O texto de hoje é do amigo, enternauta e estudante de direito Ronaldo Uchoa. Um jovem intelectual roraimense, preocupado com o presente e com o futuro. Leiam com atenção e comentem. Ele é um democrata e aceita críticas.

Estou começando a ficar mais convencido de que uma boa parte da população está criando consciência de seus direitos, da efetivação de cidadania e acima de tudo, saber que pode fazer a diferença em prol do nosso país.

Não é de admirar que as redes sociais contribuam significativamente nesse processo. Através da troca de idéias e ideais, pessoas vão articulando desejos de mudança. Que estão acontecendo. E penso eu, no caminho certo.

Começando pela Ficha Limpa, que marca um processo historio nunca visto no Brasil. Processo esse que tomou dimensões impensadas. Conseguiu-se um número considerável de pessoas apoiando a causa.

Agora imaginem, já pensou se essa moda pega?

Ela já pegou!

Um movimento novo surgiu à favor de nossa cidade. O luta pela banda larga RR (http://www.leodantasrr.com.br/blog/?p=628).

Iniciativas como essas, vão virar febre! Pelo menos é o que todos, principalmente os que estão cansados de tanta bandalheira, esperam.

Agora respondam: Qual o próximo passo?

Em minha opinião, um processo COLOSSAL voltado para a educação! Revisando muito do que não é feito. Em âmbito nacional, da qualidade da merenda escolar até a grade curricular e capacitação dos professores.

Certa vez li uma frase, não lembro o autor, que dizia: Educai as crianças hoje, para que não tenhamos que punir os adultos amanhã!

PENSEM NISSO!

Grande abraço,

Ronaldo Uchôa

  1. 27 de May de 2010
    Abade Júnior

    Caro Ronaldo!
    Realmente “O FICHA LIMPA” foi uma passo para a real democracia, mas ainda temos muito o que fazer, com auxilio das redes sociais podemos sim tornar o Brasil realmente do povo, existem agora ferramentas eletrônicas para coletar assinatura, basta o projeto de lei ser criado e trabalharmos a campanha em cima disso. Como jovem estudante de direito igual a você vejo que nossas leis são muito lesivas ao povo, é obrigação nosso promover as emendas e alteração necessárias para torná-las mais eficientes afinal nossos parlamentares não tem tempo não acha? Sempre estão trabalhando muito elaborando leis para benefícios próprios e esquecem-se de trabalhar pelo povo que os elegeram, concordas? Dessa forma não podemos mais ficar parados e sim levantar essas bandeiras de campanhas para o povo. Quanto à “luta pela banda larga RR” é muito louvável e sim é um grande começo para nós, devemos divulgar e aderir realmente, A internet é conhecimento maciço em grande escala, totalmente democrático e imparcial, onde não existem jornalistas, publicitários, apresentadores e dirigentes partidários a algum grupo tentando manipular a opinião publica. A faxina nas leis atuais e a fiscalização já ajudariam muito nosso país, hoje qualquer pessoa dispõe de algum meio de fotografar, filmar e posteriormente divulgar contribuindo efetivamente para a fiscalização, agora é com a gente em produzir e promover a mudança. “repasar esse artigo já faz parte da mudança, divulguem, retwittem”

  2. 27 de May de 2010

    o verdadeiro estado democrático social de direito repousa sobre a liberdade de informação. O próprio STF defende este entendimento visto que a informação é a base da luta por melhores condições de determinada classe social ou população.
    A internet veio ao encontro deste entendimento, pois permite que as pessoas possam livremente compartilhar pensamentos e firmarem-se rumo ao desiderato em comum.
    Desta forma, os direito sociais e pessoais, contidos na nossa carta magna, passam ser conhecidos pelo povo, e assim, passam a ser requeridos aos nossos representantes.
    O conhecimento liberta , e a rede mundial de computadores colabora para esta luta. A informação livre e correta, se alinhada com os ditames sócio-políticos corretos, possibilitarão uma revolução que vai muito além do mundo virtual. O paradoxo se instala: não é o mundo real que vai mudar o mundo virtual, mas o mundo virtual vai passar a mudar o mundo real.
    abços!

  3. 27 de May de 2010

    Notei nos dois comentários anteriores uma referencia ao povo como se fôssemos deste, desvinculados. Como se todos não fizéssemos parte da patifaria que ai está. Toleramos o “sertanejo” por que todo mundo gosta. Sabemos que a maior parte das musicas deste estilo não traduz a cultura sertaneja realmente. É um engodo para que indústria fonográfica fature alto. Assim também toleramos os políticos despreparados e focados somente nos seus interesses. Sabemos muito bem que oitenta Por cento dos políticos que exercem mandatos populares são corruptos. De uns, somos velhos amigos ou conhecidos. De outros, uns são compadres. De outros, uns são parentes. De uns, alguns tem medo. Uns, lhes vedem o voto. Apertamos-lhes as mãos e os cumprimentados, coisa que muitos não fariam a um ladrão de galinha. Para mim a mudança virá a passos de cágado Depois que estes políticos de sangue podre morrerem de doenças ou velhice ou forem presos. Uma vez que como expõe o ilustre Ronaldo Uchoa, o ambiente social está se transformando, através de ferramentas como a Lei de Responsabilidade Fiscal e seu melhoramento pela Lei Complementar Nº 131 de 2002 que obriga a publicação detalhada de toda movimentação financeira por parte de entes públicos que administram dinheiro publico em sites oficiais, Ficha Lima e todo um aparato mediático que nas mãos dos eleitores que lhes dá acesso a todo tipo de informação e condições de articulação para melhor lutar pelos seus direitos. Está se configurando um ambiente onde esses seres não encontraram condições para evoluir. Estão fadados a extinção
    “Para o povo” linha 9 1º comentário
    “Pelo povo” linha 7 2º comentário

  4. 27 de May de 2010

    Notei nos dois comentários anteriores uma referencia ao povo como se fôssemos deste, desvinculados. Como se todos não fizéssemos parte da patifaria que ai está. Toleramos o “sertanejo” por que todo mundo gosta. Sabemos que a maior parte das musicas deste estilo não traduz a cultura sertaneja realmente. É um engodo para que indústria fonográfica fature alto. Assim também toleramos os políticos despreparados e focados somente nos seus interesses. Sabemos muito bem que oitenta Por cento dos políticos que exercem mandatos populares são corruptos. De uns, somos velhos amigos ou conhecidos. De outros, uns são compadres. De outros, uns são parentes. De uns, alguns tem medo. Uns, lhes vedem o voto. Apertamos-lhes as mãos e os cumprimentados, coisa que muitos não fariam a um ladrão de galinha. Para mim a mudança virá a passos de cágado Depois que estes políticos de sangue podre morrerem de doenças ou velhice ou forem presos. Uma vez que como expõe o ilustre Ronaldo Uchoa, o ambiente social está se transformando, através de ferramentas como a Lei de Responsabilidade Fiscal e seu melhoramento pela Lei Complementar Nº 131 de 2002 que obriga a publicação detalhada de toda movimentação financeira por parte de entes públicos que administram dinheiro publico em sites oficiais, Ficha Lima e todo um aparato mediático que nas mãos dos eleitores que lhes dá acesso a todo tipo de informação e condições de articulação para melhor lutar pelos seus direitos. Está se configurando um ambiente onde esses seres não encontraram condições para evoluir. Estão fadados a extinção
    “Para o povo” linha 9 , 1º comentário
    “Pelo povo” linha 7, 2º comentário

  5. 28 de May de 2010
    Milton Nascimento

    Ronaldpo Uchoa, muito feliz a sua colocação no que diz respeito á educação. Na Folha de Boa Vista de ontem, o prof. da UFRR Felipe Kern Moreira escreveu “A dramaturgia do ensino superior brasileiro”. Isso vem de encontro exatamente à sua proposta. O caso da merenda escolar é um ponto de corrupção. O ensino até o médio não vai bem,incentivado pelo nosso presidente que se ufana de ser semianalfabeto (que exemplo para o povo, hein!). O Abade Júnior, o Firmino e o Beto tem nos mostram que o povo não é mais besta como antes erámos tratados pelos nossos representantes. Hoje somos mais esclarecidos e cada vez mais esclarecido com a chegada do mundo virtual, que nos permite saber o que queremos. Uchoa voce é bem objetivo: sem educação nada vai mudar. O povo, falemos unicamente de Roraima, precisa deixar de ir à faculdade apenas para ter um diploma de curso superior. É necessário que estude, complete seus estudos e continue estudando. Não usar o diploma como um instrumento ou chave para obter vantagem. O Estado só vai começar a crescer, mais rápido que o cágado que o Beto se refere, quando pessoas capazes e profissionais forem colocado nos cargos certos e não para certos cargos serem colocadas pessoas que nada tem a ver com a função a ser desempenhada. Enquanto os verdadeiros profissionais não forem respeitados e não forem prestigiados, vamos continuar marchando como um cágado rumo a um crescimento cheio de teoria e esse tipo de crescimento não traz desenvolvimento. Portanto, parabéns a todos por haverem colocado cada um, o seu ponto de vista com qualidade e clareza.

Comments

Post a comment

You must be logged in to post a comment.