A cada dia que passa, as mulheres ganham mais e mais espaço no mercado de trabalho. Sabemos do papel fundamental que as mulheres desempenham na educação dos filhos. Sua ausência em casa pode comprometer a educação das crianças. Mas mesmo assim, o mercado de trabalho e a necessidade da complementação da renda doméstica exige esse sacrifício.

Mas não podemos negligenciar com a educação e com isso surge a necessidade de escolas de tempo integral, em todos os níveis, do maternal até o ensino médio, a fim de que nossos filhos possam usufruir de uma educação de qualidade. Isso, inclusive está na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei n.º 9.394/96), em seu artigo 34 que prevê essa modalidade de ensino.

A escola de tempo integral possui diversas vantagens em relação ao sistema que hoje adotado. Oferece tranqüilidade aos pais, sobretudo à mãe, sabendo que pode trabalhar tranqüila porque seu filho está na escola e evita que nossas crianças e jovens fiquem pelas ruas nas horas vagas, quando podem estar sujeitos a más companhias.

Brizola, no Rio, criou os CIEPs. Escolas em tempo integral inspiradas em Darcy Ribeiro.

Diversos países adotam e com sucesso. No Chile 85% das escolas são em regime integral. Assim o Chile se torna um exemplo bem próximo de nós.
Alguém pode alegar que educação em tempo integral é cara. Tem que qualificar os professores, alimentação, etc. É mais cara sim, mas nunca é demais repetir: dinheiro gasto em educação é investimento! Não há como inserir o Brasil no rol dos países mais competitivos do mundo sem uma educação de qualidade.

Todos nós temos que ter um compromisso com uma educação pública, inclusiva e de qualidade. Roraima pode ser um estado exemplar em termos de educação para o Brasil, basta que lutemos pela implantação de escolas de tempo integral em nosso estado. Eleito Senador vou lutar por escolas em tempo integral no sistema de educação do maternal ao ensino médio.

Assim, liberamos as mulheres para ajudarem no ganha pão de cada dia e oferecemos uma educação de qualidade aos nossos filhos.

Comments

Post a comment

You must be logged in to post a comment.