Com o propósito de ajudar aos estudantes de nível superior que estão fazendo seus trabalhos acadêmicos com muitas citações, tomei a iniciativa de buscar esclarecer a maneira certa de fazer tais citações quanto a documentos eletrônicos . O assunto nasce no modo de obtenção de tais documentos. Cada uma dessas formas tem suas peculiaridades como vemos a seguir:

7. Exemplos de referências a documentos eletrônicos

Nos exemplos apresentados, tem-se uma adaptação da forma geral a cada caso em particular.

7.1 Texto obtido ou consultado na web

Forma geral:

AUTOR. Título da obra. [online] Disponível na Internet via WWW. URL: endereço.do.computador/e/caminho. Data.

Exemplos:

BROWN, Haines. Chicago style citation of computers documents. [online] Disponível na Internet via WWW. URL: http://neal.cstateu.edu/ history/chicago.html. Arquivo capturado em 15 de maio de 1996

ISO – International Standard Organization. Excerpts from International Standard ISO 690-2 Information and documentation – Bibliographic references – Part 2: Electronic documents or parts thereof. [online] Disponível na Internet via WWW. URL:
http://www.nlc-bnc.ca/iso/ tc46sc9/standard/690-2e.htm. Última atualização em 10 de fevereiro de 1999.

Quando há mais de um autor, usa-se o mesmo formato utilizado na referência aos textos convencionais:

  • Até três autores: mencionam-se todos eles na mesma ordem contida no texto.
  • Mais de três autores: mencionam-se os três primeiros seguidos da expressão et al.

Exemplos:

ROCHA, L. P. S. e STAMFORD, S. V. M. S. Estudo “in vitro” da eficiência das pontas diamantadas, em função do tempo. [online] Disponível na Internet via WWW. URL: http://www.propesq.ufpe.br/ anais/ccs/ccs42.htm. Arquivo consultado em 11 de junho de 1999.

PINHEIRO, Antonio Luiz Barbosa. CASTRO, Jurema Freire Lisboa. THIERS, Fábio Albuquerque de et al. Using Novafil®: would it make suturing easier? [online] Disponível na Internet via WWW. URL: http://www.forp.usp.br/bdj/t0481.html. September, 1997.

7.2 Texto obtido ou consultado no gopher

Forma geral:

AUTOR. Título da obra. [online] Disponível na Internet via Gopher. URL: endereço.do.computador/e/caminho. Data.

Exemplo:

BRASIL. RNP – Rede Nacional de Pesquisa. Histórico da Rede Nacional de Pesquisa. [online] Disponível na Internet via gopher. URL: gopher://cocada.nc-rj.rnp.br:70/00/info-rnp/como-comecou. Arquivo capturado em 19 de maio de 1996.

7.3 Texto capturado via FTP

Forma geral:

AUTOR. Título da obra. [online] Disponível na Internet via FTP. URL: endereço do computador. Diretório: diretório/e/subdiretório. Arquivo: nome do arquivo. Data.

Exemplos:

HAUBEN, Ronda. Unix and computer science. (From work in progress.) [online] Disponível na Internet via FTP. URL: ftp.umcc.umich.edu. Diretório: /pub/users/ronda. Arquivo: x.1_unix_cs. Arquivo capturado em 06 de maio de 1996.

KEHOE, Brendam P. Zen and the art of the Internet. [online] Disponível na Internet via FTP. URL: csn.org. Diretório: pub/net. Arquivo: zen. 1992.

A indicação do local onde encontra-se o arquivo pode ser feita de forma direta, sem as palavras Diretório e Arquivo, indicando o caminho completo (path). Exemplos:

HAUBEN, Ronda. Unix and computer science. (From work in progress.) [online] Disponível na Internet via FTP. URL: ftp.umcc.umich.edu/pub/users/ronda/x.1_unix_cs. Arquivo capturado em 06 de maio de 1996.

KEHOE, Brendam P. Zen and the art of the Internet. [online] Disponível na Internet via FTP. URL: csn.org/pub/net/zen. 1992.

7.4 Texto obtido via correio eletrônico

Forma geral:

AUTOR. Título da obra. [online]. Disponível na Internet via correio eletrônico: endereço. Mensagem: texto da mensagem. Data.

Alguns comentários sobre o endereço, a mensagem e a data:

Endereço:
endereço do servidor para onde deve ser enviada a mensagem que solicita o arquivo referenciado.

Mensagem:
texto da mensagem enviada para captura do arquivo.

Data:
data contida no documento capturado. Se a data não estiver indicada no próprio documento, informa-se a data em que o documento foi remetido pelo computador que o armazena.

Exemplo:

RINALDI, Arlene. The net user guidelines and netiquette. [online]. Disponível na Internet via correio eletrônico: almanac@esusda.gov. Mensagem: send docs-gen rinaldi-netiquette. July, 1994.

Quando a mensagem que solicita o documento tiver que estar contida em duas linhas consecutivas, isto deve ser indicado da seguinte forma:

MARINE A. et al. FYI on questions and answers. Answers to commonly asked “New Internet user” questions. RFC 1594. [online] Disponível na Internet via correio eletrônico: rfc-info@isi.edu.
Mensagem: retrieve: rfc
doc-id:rfc1594
March, 1994.

7.5 Mensagem recebida de lista de discussão

Forma geral:

Autor. Assunto. [online] Disponível na Internet. Mensagem recebida da lista nome-da-lista administrada pelo servidor computador@subdomínio.domínio. Data.

Exemplo:

TAYLOR, Diana. WWW weatherfax images. Disponível na Internet. Mensagem recebida da lista YACHT-L administrada pelo servidor listserv@hearn.bitnet. April 17, 1996.

Caso se trate de resposta de terceiros, a entrada dar-se-á pelo nome do autor da mensagem original ou do autor do comentário, dependendo do texto referenciado – a mensagem original ou o comentário. Quando se tratar de mensagem-resposta, o assunto deve vir precedido de RE (resposta).

Há o caso de listas moderadas em que aos assinantes é enviado um conjunto editado de mensagens no formato digest. Em lugar de os assinantes receberem todas as mensagens postadas uma a uma, eles recebem apenas uma versão já filtrada e consolidada pelo moderador numa única mensagem.

Nesse caso, embora a mensagem seja enviada pela administração da lista ou pelo moderador, não se pode atribuir a um deles a responsabilidade pelo conteúdo das mensagens ali consolidadas. Considerando que cada mensagem ali consolidada tem a sua origem e autoria conhecidas, o mais sensato é fazer referência à mensagem incluída no digest através da expressão IN.

Exemplo:

STEPHEN, James. Frequency and quantity limit. In I-Search Discussion List – Understanding Internet search technology. Lista Moderada por Marshall D. Simmonds. [online] Disponível na Internet. E-Mail i-search@mmgco.com. Número 131. 04 de junho de 1999.

7.6 Mensagem pessoal

Autor. Assunto. Mensagem pessoal enviada para o autor. Data.

Exemplo:
SILVA, J. Citação de textos eletrônicos. Mensagem pessoal enviada para o autor em 20 de junho de 1999.

Não há razão para indicar “disponível na Internet”: a mensagem é pessoal e não está disponível para consulta pelos curiosos (ou pesquisadores…). Também não vejo motivo para indicar o endereço particular do autor da mensagem. Como este tipo de mensagem não fica arquivado nem no servidor do remetente nem no servidor do destinatário, a expressão [online] não deve ser indicada.

7.7 Periódicos eletrônicos

Forma geral:

Nome do periódico. [online] Disponível na Internet via correio eletrônico: endereço. Nome do responsável. Volume, número. Data.

Exemplo:

The computists’ comunique: Full moon edition. [online] Disponível na Internet via correio eletrônico: laws@ai.sri.com. Publisher/Editor Dr. Keneth I. Laws. V. 6, n. 32. May 2 1996.

No caso de referência a periódico eletrônico como um todo obtido mediante assinatura, não se indica o conteúdo da mensagem que o solicita, uma vez que o envio da publicação para o assinante é automático. O endereço eletrônico indicado é do editor ou da entidade responsável pela publicação.

Para referência a um artigo contido em periódico eletrônico:

Título do artigo. Nome do periódico. [online] Disponível na Internet via correio eletrônico: endereço. Nome do responsável. Volume, número. Data.

Exemplo:

Application development. The computists’ comunique. Full moon edition. [online] Disponível na Internet via correio eletrônico: laws@ai.sri.com. Publisher/Editor Dr. Keneth I. Laws. V. 6, n. 32. May 2 1996.

Se o artigo for assinado, o nome do autor deve preceder o título do artigo.

MOURA, Gevilacio Aguiar Coêlho de. Citações e referências a documentos eletrônicos. [online] Disponível na Internet via WWW. URL: http://www.quatrocantos.com/ referencias_bibliograficas/. Última atualização em 01 de janeiro de 2001.

  1. 20 de dezembro de 2010

    Prezado Professor Aimberê Freitas é muito importante essas informações observadas aos universitários como é também importante os mesmos sem receio, dizerem a verdade real não se omitindo como faz a mídia golpista e enganosa deixando o povão brasileiro alheio aos acontecimentos “verdadeiros” do nosso País. Quanto a postagem que lhe enviei sobre o Nióbio Riquezas Brasileiras (Parte 01) as informações com referência a documentos eletrônicos ou youtube estão expostas em cada texto; – se bem que a mídia, nunca revela a verdade; – mas são notícias escancaradas na web para quem quizer ler ou saber. envio-lhe:
    Prezado(a) Companheiro(a),
    Repassando.
    Ricardo Maranhão
    (Ex- Presidente do Clube de Engenharia. Atuante e atento Vereador na Cidade do Rio de Janeiro nas causas de interesse nacional (Associação Brasileira de Imprensa/ABI, Clube de Engenharia, MODECOM e outros foros de igual valor).
    From: Valter Floriano Cardoso ;Sent: Tuesday, June 24, 2008 10:49 AM
    É estranho que quase todos os 15000 índios de Roraima tenham sido deslocados e ajuntados pelas ONGs internacionais justamente sobre as maiores jazidas mundiais de nióbio, urânio e ouro existentes ali?
    (Raposa-Serra do Sol).

    É estranho que os quatro povos indígenas, que historicamente nunca se deram bem ou conviveram, foram juntados quase que na marra, justamente sobre uma área (Surumu) em que existe uma enorme jazida de estanho (cassiterita), metal estratégico para a Inglaterra; e mais estranho ainda, que nessa área está a ONG inglesa Surviving do Príncipe Phillip, o marido da Rainha Elizabeth II, objetivando “Salvar a Floresta?”.

    http://niobiobrasileiro.blogspot.com/2010/12/niobio-minerio-brasileiro-parte-03.html

    abraços,
    Marilda Oliveira
    São Paulo – SP

  2. 21 de dezembro de 2010

    Olá,

    suas páginas contêm vários artigos copiados do QUATROCANTOS.COM, mas nem sempre você indica a origem deles, isto é quem é o autor e qual o URL de onde foram copiados.

    Que tal indicar a fonte de onde os artigos foram copiados?

    []´s

    Gevilacio A. C. de Moura

Comments

Post a comment

You must be logged in to post a comment.