Paulo Freire e a criação do Mobral.

No começo de 1964, o educador Paulo Freire começava a implantar no País um revolucionário método de alfabetização de adultos. O mero beabá não era tudo para ele. Pelo contrário. O professor considerava ser fundamental que os alunos aprendessem a refletir sobre as questões sociais e a pensar nas relações de trabalho. Não à toa, foi um dos primeiros exilados políticos após o golpe militar de 1964. No lugar desta linha seguida por Freire e outros educadores, o governo lançou, em 15 de dezembro de 1967, o Movimento Brasileiro de Alfabetização, conhecido como Mobral.

Surgido durante o governo do general Costa e Silva, o método de alfabetização de adolescentes e adultos se diferenciava em muitos pontos ao usado até então. Em vez de ser um método crítico, propagava ideais de obediência ao Estado e aos empregadores. Bastava apenas aprender a ler, escrever e fazer as operações básicas de matemática.

O Mobral foi amplamente usado pelo País afora até meados dos anos 1980, quando se tornou muito caro para o governo e foi extinto. Mas não ficou totalmente esquecido. Durante muito tempo, quando alguém queria chamar outra pessoa de ignorante, dizia:

“Ô, seu mobral!”.

Escrito por Bruno Hoffmann   para Almamaquebrasil

  1. 2 de April de 2011

    O MOBRAL foi recentemente lembrado pela candidata a presidencia da república

  2. 2 de April de 2011

    MARINA SILVA. Ela foi alfabetizada pelo MOBRAL.

  3. 2 de May de 2011

    Não que eu seja adépto à ditadura, ou ainda valorize o tal Mobral, mas antes só se esninava a ler e a escrever e os alunos só aprendiam isso… Hoje, os professores, com salários de fome, tentam ensinar algo a mais com programas muito mais amplos, mas os alunos saem das escolas analfabetos funcionais e sem qualquer bagagem sobre as questões sociais que permeiam suas vidas. Como disse Mario Sergio Cortella: “A Educação como está – ou a falta dela -, não é um problema de falta de recursos ou administração, mas um projeto deliberado.” E quem disse que a educação de hoje é voltada para emancipação do ser humano? No máximo serve à escolarização para um mercado de trabalho com excesso de contingente. Canibalismo, antropofagismo capitalista.

Comments

Post a comment

You must be logged in to post a comment.