Avícola Monte Cristo, um exemplo

by

Hoje pela manhã visitei, com meus alunos de Agronomia da FARES, a Avícola Monte Cristo. Naquele lugar funcionou o antigo incubatório da Codesaima. Esta, por má administração, abandonou o empreendimento e um empresário roraimense (grupo Abade) reativou-o e está dando exemplo de trabalho e produção local de pintos de um dia.

O trabalho, especialmente no que se refere à logística, é muito complicado e caro. Os ovos vem, por via aérea, de São Paulo. Aqui são incubados e vendidos aos produtores de frango. Mas como no Estado, não há um abatedouro de aves preparado, as aves adultas só podem ser vendidas em pé. Isso resulta em baixo lucro para os vendedores e impede TOTALMENTE a possibilidade de exportação. A Venezuela quer comprar, mas Roraima não pode vender. E aí fica tudo bem mais difícil.

Enquanto isso vamos gastando nosso dinheiro nos Supermerdos de Boa Vista com frango vindo de fora. Assim nosso salário passa pouco tempo no nosso bolso e logo é drenado para outro estado da federação. Desenvolvimento Regional, necas!!!!

Esse modelo econômico não nos ajuda e é preciso mudar. MUDAR TUDO!!! O dinheiro tem que ficar aqui. Imaginem, comprar ovo em São Paulo e trazer de avião!!!! Boa Vista tem o frete aéreo mais caro do Brasil e talvez do mundo.

PS.: Uma pergunta: Frango regional, ou galinha caipira é melhor que galeto? Você gosta de carne de frango? Qual sua sugestão para melhorar a logística da produção como do consumo de frango em Roraima?