ALTERNATIVA: energia eólica será uma solução

by

De acordo com Pedro Terrelli, Diretor da Associação Brasileira de Energia Eólica, o Brasil tem potencial para instalar até 300 mil MW de usinas eólicas. A idéia é que as termelétricas movidas a gás, óleo ou carvão cedam cada vez mais espaço às eólicas e outras fontes renováveis, bem menos poluentes e que já têm custos competitivos.

Por outro lado, A expansão das eólicas, pelo menos nos próximos anos, é garantida pela venda de projetos nos leilões voltados para o segmento.

Atualmente são gerados 110.000 MW pelas usinas hidrelétricas contra apenas 930 MW das eólicas. É muito pouco. Mas para 2011, estão previstos mais 510 MW distribuídos por 14 parques eólicos. Já a previsão é que em 2019 essas unidades geradoras terão potência total de 6.041 MW, quase equivalente aos 6.400 MW das usinas de Santo Antônio e Jirau, que estão sendo construídas  em Rondônia.

A energia eólica está em ascensão no mundo inteiro. Os cata-ventos já giram em 82 países do planeta e a tendência é aumentar, e os países emergentes e em desenvolvimento dão seus primeiros passos no setor.

No caso de Roraima e do Norte e Nordeste do Brasil é necessário estudar seu potencial de produção desse tipo de energia. A construção de hidrelétricas tem sido muito contestada e até ameaçada pelas constantes secas dos nossos rios.