EGITO suspende funcionamento do TWITTER E FACEBOOK

by

                          GOVERNO DO EGITO SUSPENDE FUNCIONAMENTO DE TWITTER E FACEBOOK

                       O Twitter e o Facebook, que desempenharam um papel importante na revolta tunisiana e na consequente derrubada de Ben Ali, tiveram seu funcionamento suspenso no Egito.  Foi a maneira encontrada pelas autoridades egípcias para evitar a propagação das convocações para novas manifestações naquele país.          

                     Tais manifestações se voltam contra não apenas as permanentes violações dos mais elementares princípios da democracia, mas ainda a ambição de o Presidente Hosni Moubarak colocar seu filho Gamal Moubarak, 47 anos, como seu sucessor. Banqueiro de profissão, fora ele encaminhado em 2002 para presidir o Partido Nacional Democrático (PND), no poder há mais de 30 anos. Hosni Moubarak seria reeleito em outubro de 2011 e, um ou dois anos depois, então com 84 ou 85 anos de idade, abdicaria em favor de seu filho Gamal.              

                      Assim agiria o atual rais (chefe supremo e incontestável). Mas há um obstáculo pelo caminho: a candidatura do General Omar Suleiman, antigo chefe do serviço secreto egípcio e atual Vice-Presidente da República, que poderia contar com o respaldo das forças armadas, verdadeiro centro do poder naquele país desde a derrubada da monarquia.  Os setores econômicos também se poderiam aliar aos militares, pois Gamal é conhecido por suas pretensões de introduzir reformas liberais, em especial por meio de privatizações.

                     Naquele país, governado por uma ditadura, onde o povo está impedido de se manifestar foram as redes sociais, twitter e facebook, quem permitiu um grito de LIBERDADE. As convocações para as manifestações de protesto só aconteceram, e ainda estão acontecendo, pelo uso dessas redes democráticas. Isso é um alerta para os tiranos ainda existentes nesse mundo.