FPE e FPM: a economia do Estado e dos Municípios

by

Nos últimos anos assistimos uma choradeira dos diabos tanto do governo do Estado quanto dos municípios pela diminuição dos repasses constitucionais dos Fundos FPE e FPM para Roraima. Acusam Lula de ter feito festa com dinheiro dos outros (no caso o festival de incentivo fiscal, com descontos de IPI para veículos e outros itens a mais) e isso fez diminuir o bolo da distribuição dos Fundos.

Na verdade a origem dessa choradeira vem desde o último censo do IBGE quando constatou a diminuição da população ou pelo menos, no caso de RR, a diminuição do ritmo de seu crescimento populacional.

Aproxima-se novo trabalho do IBGE-2010. As prefeituras estão dispostas a colaborar com o pessoal do IBGE? Será que o ritmo do crescimento populacional continua diminuindo?

P.S.: No seu ponto de vista, o que está acontecendo? E o que deve ser feito? Como fica a economia de contra-cheque? E a economia real?