Roraima melhor saída: Venezuela ou Guiana?

by

Sabemos que Roraima está localizado no interior do continente. Não tem saída para o mar. As riquezas do mundo notadamente mercadorias pesadas, minérios, etc acessam outros mercados pelos mares. Torna-se imprescindível uma boa conexão com um oceano e uma saída marítima para essas mercadorias.

Pela localização de Roraima as alternativas de saída são:

1- Por Manaus, porto fluvial, distante 1.500km da foz do Rio Amazonas onde encontra o Atlântico;

2- Georgetown, na Guiana, distante 660km por terra, mas onde ainda não foi construído um porto de águas profundas;

3- Venezuela. Sendo que naquele país as alternativas são: Puerto Ordaz, fluvial e sem infra- estrutura e sem possibilidade de atracação de grandes navios; Puerto La Cruz, marítimo e de boa qualidade, distante 1.400 km e Caracas, distante 1.700 km.

Precisamos raciocinar e desenvolver uma concepção de saída para os produtos de Roraima ( e entrada de insumos)  que se hoje ainda não existem em quantidade para serem exportados poderá, quem sabe, haver no futuro.

Dentro de um quadro de limitações que tem de um lado as barreiras não tarifárias que podem ser impostas pelos países vizinhos e de outro a nossa precária conexão com o restante do Brasil e até a distância dos mercados nacionais, que alternativa devemos pensar? Venezuela, Guiana ou Manaus?

PS. Emita sua opinião e se possível justifique